sábado, 23 de fevereiro de 2013

É inutil


É inútil

Longe de ser o seu entretenimento
Longe de estar ao borne de sua mão
E não subestime o meu sentimento
Não se dê o trabalho dessa tapeação.

E não use a força do seu falso anseio
Não pinte para mim o que não existe
Não vou me arrojar em seu devaneio
E é simples, faço o seguinte: desiste.

Longe de mim; abstrair essa tal ideia.
Nem perca tempo, fora de cogitação.
Não vai obter ludibriar meu coração.

O seu argumento não mais funciona
E tudo que vem de você soa leviano
E o seu “eu te amo” reflete o engano.

ღRaquel Ordonesღ
Uberlândia MG 23/02/2013


Um comentário:

  1. oi raquel..
    adorei..
    parabens sempre...
    volto e so me encanto..
    bjaoo

    ResponderExcluir